Quinta, 02 de Dezembro de 2021 00:00
71.9.9399-5153
BAHIA REIVINDICAÇÃO

Após descumprimento por parte da prefeitura. Feirantes da Marechal divulgam nova carta aberta.

"O Governo COLBERT tem deixado a desejar" - Afirmou um ambulante local.

23/11/2021 14h05
Por: REDAÇÃO Fonte: GN NEWS | PSOL/FEIRA
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (23), as trabalhadoras e trabalhadores da Feira da Marechal lançaram uma nova Carta Aberta à Sociedade Feirense, tendo em vista que o prazo para retirada das/os feirantes do local pela Prefeitura, estabelecido através do Decreto nº 12.416, de 10/11/2021, venceu no domingo, dia 21, gerando uma situação de risco iminente de despejo. Em reunião realizada no dia 16 de novembro com o prefeito Colbert Martins, este se comprometeu com a suspensão do decreto, mas isso não ocorreu até o presente momento. Com o descumprimento do que fora acordado em reunião com representantes do Poder Executivo, o movimento “A Feira da Marechal Fica” mais uma vez pede respeito e acolhimento de suas demandas.

Confira a seguir a íntegra da Carta Aberta.

Terceira Carta da Feira da Marechal à Sociedade Feirense

Fizemos uma vigília em frente à Prefeitura de Feira de Santana entre a noite da segunda-feira  (15) e a manhã da terça-feira (16) da semana passada, momento em que finalmente o prefeito Colbert Martins Filho recebeu o movimento A Feira da Marechal é Patrimônio para uma conversa. Pela primeira vez, o governo municipal abriu um processo de negociação conosco após quase um ano de luta. Isso depois de sete pedidos formais de reunião, várias manifestações de rua, inúmeras entrevistas na mídia, realização de audiência pública na Câmara Municipal e denúncias sobre o caso encaminhadas através da Comissão de Reparação e Direitos Humanos para diversas instituições voltadas à garantia de direitos na Bahia e Brasil. 

Reafirmamos, nessa primeira reunião, o desejo de que a requalificação da rua Marechal Deodoro seja junto com a permanência organizada da Feira. Também explicamos que as “opções” apresentadas pelo governo, o Pau da Miséria ou feiras de bairro, não oferecem segurança, infraestrutura ou viabilidade econômica. Mais que isso, mostramos que temos um projeto técnico alternativo. Embora o prefeito tenha reconhecido que ir para as feiras de bairro ou Centro de Abastecimento não seja solução, o mesmo afirmou que nosso projeto é “inviável”. Então, solicitamos que seja mostrada a avaliação técnica disso por escrito. Após falarmos de exemplos de feiras organizadas no centro urbano de Salvador, o prefeito viabilizou a ida de uma comissão com feirantes, nossa assessoria técnica e representação da Prefeitura para conhecer as experiências na rua Joana Angélica e na Avenida 7 de Setembro. Depois disso, o combinado seria uma nova reunião na última sexta-feira (19) para seguir com as discussões e chegarmos a um entendimento que permita a permanência organizada da Feira da Marechal.

Recebemos com tristeza a notícia que o prefeito, alegando impossibilidade de comparecer em função de uma viagem, não poderia se reunir conosco na sexta como sinalizado. Além disso, mesmo após nossos pedidos e o indicado na conversa com o prefeito, o decreto municipal que definiu o último domingo (21) como o prazo para a nossa expulsão da rua Marechal Deodoro não foi suspenso pelo governo. Essa situação, até pela permanente ameaça que representa, na nossa avaliação não é correta e dificulta o desenvolvimento do processo de negociação. Na manhã desta segunda-feira (22), para mostrar a nossa disposição de luta, fizemos uma nova manifestação de alerta reivindicando duas coisas simples: a imediata suspensão do decreto e a retomada das reuniões de negociação!
Reforçamos a nossa abertura de sempre para o diálogo, mas também a certeza de que a Feira da Marechal pode permanecer e conviver com a requalificação do centro da cidade. Temos contado com o apoio de instituições como Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico (IBDU), da União Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Camelôs, Feirantes e Ambulantes do Brasil (UNICAB) e também da Arquidiocese de Feira de Santana por meio do Vicariato para Ação Social. Convidamos todo o povo feirense a também apoiar a permanência organizada da Feira da Marechal, garantia de sustento para centenas de famílias e um patrimônio cultural a ser preservado e valorizado!

Feira de Santana
23 de novembro de 2021

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sobre o município
Notícias de Feira de Santana - BA
Feira de Santana - BA
Atualizado às 23h57 - Fonte: Climatempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 20° Máx. 31°

24° Sensação
17.9 km/h Vento
79.7% Umidade do ar
80% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (03/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 31°

Sol e Chuva
Sábado (04/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias