Quinta, 27 de Janeiro de 2022 03:16
71.9.9141-4073
Dólar comercial R$ 5,44 0%
Euro R$ 6,12 0%
Peso Argentino R$ 0,05 -0.081%
Bitcoin R$ 207.416,13 -2.24%
Bovespa 111.384,67 pontos +1.07%
BRASIL ARTIGO

Dos livros que li.

Reflexão a leitura...

07/01/2022 12h17
Por: REDAÇÃO Fonte: GN NEWS | VICTOR PINTO
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Desta vez resolvi dar uma pausa nas análises políticas até para um recesso mental para um 2022 que chega com ar de acirramento. Esse ano vamos a campo acompanhar uma eleição histórica. Comento livros e leituras do meu ano passado.

 

Em 2021, ano de energia pesada, me propus a ler mais. Acho que a população também, pois em agosto de 2021 no comparativo a agosto de 2020 houve um crescimento de 46,5% na comercialização dos livros de acordo com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL). A correria das atividades cotidianas me roubou, posso colocar assim, a ordem das prioridades no campo da leitura de algumas obras e me vi preso no "passar os olhos" em textos obrigatórios (trabalho e faculdade). 

 

Consegui, por exemplo, me reaproximar das biografias. Um livro essencial da minha relação foi Irmã Dulce, escrito por Graciliano Rocha, lançado em 2019 pela Editora Planeta. Tive o privilégio de entrevistar esse grande jornalista em Salvador e ter um exemplar dessa obra autografada. A história narrada por Rocha sobre a história da nossa querida santa baiana é um documento importante não só da biografia. Traz um enredo minucioso do contexto político, social e religioso da Bahia, mais precisamente da capital baiana, no recorte temporal empregado. 

 

Do que estou lendo, no campo biográfico, O Príncipe - Biografia Não Autorizada de Marcelo Odebrecht escrito por Marcelo Cabral e Regiane Oliveira. Livro lançado em 2017 pela Astral Cultural. Ainda seguindo pouco mais da metade das 416 páginas, posso destacar o título nessa relação. 

 

Do campo religioso, registro Se Eu Tivesse uma Câmera Digital de Dom Murilo Krieger, arcebispo que deixou o comando da igreja Católica de Salvador no ano retrasado. O livro é de 2014, lançado pela Paulinas. São pequenas histórias do cotidiano embasadas pela leitura bíblica que nos desperta lições simples e consistentes. 

 

Leandro Karnal fez parte de dois livros da minha relação. O Dilema do Porco Espinho (editora Planeta) e Todos Contra Todos - o ódio nosso de cada dia da editora Leya, lançado em 2017. Esse último foi o texto cabeçudo do meu ano.  As palavras didáticas desse historiador e professor previram a densidade da escalada dos discursos odiosos que chegamos em 2018 e 2020 em relações das mais diversas esferas. Vale, muito, a leitura. 

 

Para encerrar as indicações lidas: Arca sem Noé - Histórias do Edifício Copan da editora Record, lançado em 2010. Histórias curtinhas e narradas com maestria por Regina Rheda que nos surpreende a cada desfecho. Comprei esse livro de maneira despretensiosa e se tornou uma leitura bastante legal do ano. Um humor irônico e tanto.

 

Das prioridades que coloquei na minha lista de 2022 estão, por exemplo, o aclamado Torto Arado de Itamar Vieira Júnior, Crônica de uma Tragédia Anunciada de Wilson Gomes e A Elite do Atraso de Jessé de Souza. 

 

E você? Já fez a sua lista de leitura deste ano? Tente e começa com o primeiro passo. Se proponha. Navegue nas linhas. Feliz ano novo!

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 03h00 - Fonte: Climatempo
22°
Pancada de chuva

Mín. 18° Máx. 29°

22° Sensação
7.3 km/h Vento
93.4% Umidade do ar
67% (18mm) Chance de chuva
Amanhã (28/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 29°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sábado (29/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias