Sábado, 21 de Maio de 2022 12:31
71 9 8436-9982
MULHER Mulheres

Mulheres são maioria com ensino superior e minoria em altos cargos, diz IBGE

A desigualdade salarial nos cargos de liderança é registrada em todo o país

09/03/2022 22h14
Por: REDAÇÃO Fonte: R7
Adobe Stock
Adobe Stock

A presença das mulheres é crescente em cargos de liderança, na saúde, ciência, assistência social, nos esportes e, também, na educação - como mães, professoras e alunas. Mas nem sempre foi assim e ainda há muito o que se conquistar. Com uma trajetória histórica de limitações com impedimentos ao acesso inclusive à educação formal, o acesso das mulheres nas salas de aula começou tardiamente. Hoje, elas mostram que não existe tempo certo para começar a estudar.

 

A pedagoga Ana Lúcia Alves da Silva, 60 anos, nasceu em uma família tradicionalmente brasileira, de baixa renda, em que o direito básico à educação veio tardiamente. Seu pai não dava apoio para que ela estudasse. Já a mãe, mesmo sem ter frequentado a escola, incentivava o contato da filha com os livros.

Ana Lúcia já tinha mais de 40 anos e uma vida corrida, dividida entre dois trabalhos, quando resolveu retomar os estudos. Voltou para a sala de aula na 5ª série, na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Concluída essa etapa, fez o Enem em 2014, se matriculou na primeira turma de Licenciatura em Pedagogia EAD da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Hoje comemora sua colação de grau prevista para o próximo dia 11, na semana da Mulher. “Achei que não iria conseguir acompanhar as aulas, mas nunca perdi nenhuma disciplina. Minhas notas são 9, 10... tirei 9 no meu TCC que fiz sobre Educação de Jovens e Adultos. É um orgulho! Minha faculdade é uma conquista tão grande para mim que ninguém é capaz de avaliar. Só fico triste pensando se ainda vou conseguir dar aulas, se vai dar tempo de realizar esse sonho. Não fiz o curso só por fazer, quero ser a melhor professora”, declara emocionada.

Mesmo em meio a tantos desafios, as mulheres são maioria no ensino superior, conforme a pesquisa “Estatísticas de Gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil”, divulgada nessa semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Dividindo a atenção com o trabalho fora de casa, as atividades domésticas e criação dos filhos, elas têm persistido para concluir uma faculdade. No grupo com 25 anos ou mais de idade, 19,4% das estudantes tinham ensino superior completo, em 2019, contra 15,1% dos homens. Na faixa etária de 45 a 54 anos, 19,4% das mulheres tinham nível superior contra apenas 13,8% dos homens com a mesma titulação, segundo a pesquisa.

Leia mais... https://noticias.r7.com/educacao/mulheres-sao-maioria-com-ensino-superior-e-minoria-em-altos-cargos-diz-ibge-08032022

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Feira de Santana - BA
Atualizado às 12h17 - Fonte: Climatempo
28°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 28°

29° Sensação
21.5 km/h Vento
52.2% Umidade do ar
90% (3mm) Chance de chuva
Amanhã (22/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 25°

Sol e Chuva
Segunda (23/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens e chuva
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias